Miguel Ângelo na programação do Museu FC Porto

Joel Cleto e a Rota do Dragão regressam depois do Dia dos Namorados. Dentro e fora de Museu, há exposições a partilhar memória portista. O Espaço João Espregueira Mendes recebe “Uma Conversa Entre…” quem sabe de arte e, até ao Carnaval, não falta diversão para todas as famílias.

Como o Museu FC Porto também é uma casa das artes, Miguel Angelo sobe ao palco do Dar Letra à Música (dia 13) no ano em que os Delfins vão regressar aos concertos.

Refira-se que o músico tem nome de célebre pintor renascentista, o que faz pensar no Espaço João Espregueira Mendes (EJEM) e na exposição temporária Cintilações: obras maiores do séc. XX português na coleção Ilídio Pinho, visitável até 28 de fevereiro. Almada Negreiros, Álvaro Lapa, Amadeo Souza-Cardoso, Ângelo de Sousa, Arpad Szenes, Júlio Pomar, Júlio Resende, Manuel Rosa, Paula Rego e Vieira da Silva incluem-se nesta seleção expositiva, que vai gerar uma visita orientada (dia 1) e Uma Conversa Entre… (dia 20) Miguel von Hafe Pérez, curador do EJEM, e Laura Castro, Professora na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa.

A campanha do Dia dos Namorados (dia 14, mas prolongada ao fim de semana de 15 e 16) faz derreter de amores pelo azul e branco e é uma excelente razão para uma visita a dois aos mais de 126 anos de história portista e, claro está, ao palco das grandes emoções do clube, o Estádio do Dragão.

Pelos caminhos da memória também passa a Rota do Dragão (dia 15), desenvolvida desde 2014 pelo Museu e o historiador Joel Cleto e premiada, em 2019, pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM).

De acordo com nota enviada às redações,a sexta edição começa por percorrer a exposição permanente do Museu, numa visita ao passado do clube e da cidade. Esta é uma forma original de descobrir e interpretar o legado portista e a história portuense, seguindo à boleia do conhecimento de Joel Cleto e das galardoadas caraterísticas expositivas do Museu, que se destaca ainda como membro afiliado da Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas.

A riqueza e diversidade da coleção do FC Porto reflete a dimensão do clube, sem limites. Essa realidade inspira conceitos e realização de eventos como a exposição temporária Objeto do Mês – Ano 2019, aberta ao público a partir do dia 7 de fevereiro na Sala Multiusos e com uma visita orientada já agendada para o dia 22. Fora do Museu, a Galeria do Centro Multimeios de Espinho acolhe até ao dia 26 a mostra Nesta Casa Mora o Dragão, que também assinala 20 anos da Casa do FC Porto de Espinho. A entrada é livre em ambas as exposições.

Fevereiro é o mês do Carnaval e a oficina Dragão Folião – Pelas Asas da Diversão (dia 16) apela à criatividade das crianças num ambiente de conhecimento e brincadeira onde também há lugar para os adultos. Mas propostas como Música com Dragõezinhos (dia 2) e Histórias para Dragõezinhos (dia 22) são já clássicos de sucesso continuado na programação especialmente dirigida às famílias. Esse também é o caso de O Porto é Uma Lição… (dia 15), a peça de teatro de marionetas exclusiva do Museu que conta a história do FC Porto com uma grande dose de originalidade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s