BOWIE

Bowie. David Bowie. Ou Sir. David Robert Jones partiu ontem certamente para uma excitante odisseia no espaço . É assim que gosto de pensar. A parte (muito) triste é que já não vamos ter a oportunidade de testemunhar a fantástica entrega e criatividade presente em cada álbum que o mestre concedia aos fãs.

Por Irene Leite/Arquivo 2016

ireneleite.scratchmag@gmail.com

Camaleónico por natureza , surpresa (Turn and face the strange!) era a palavra chave nas suas performances e álbuns.

Não foi fácil chegar ao estrelato . Mas David, seguro de si, nunca desistiu. E esta confiança , coragem torna a sua história ainda mais mítica.

Ser marcadamente esp(e)cial ,claro que o seu primeiro grande hit tinha de ser Space Oddity.E ainda bem!

Todos os leitores da Scratch Mag (ex Som à Letra) acompanharam o meu fascínio por este mestre da cultura pop. Fascínio e enorme respeito, acima de tudo.
A partir da sua grandiosa obra e de uma das personagens mais marcantes da história da música (Ziggy Stardust) criei a extraterrestre Ziggy Brown.Projecto do qual me orgulho bastante.

Alimentou, concretizou e concretiza SONHOS (sim, em caps lock) de muitos nós
Muito obrigada por tudo, querido camaleão , ou melhor eterno Ziggy Stardust.
O Starman encontrou um novo porto de abrigo

TO BE CONTINUED….

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s