Apresentação do álbum Undercover dos PSI no RCA Club

image009

Criada em 2016, com o apoio do produtor musical Manuel Cardoso, a banda Protocol for Systematic Intervention, mais conhecida por PSI, surge com o objetivo de criar, com a máxima qualidade de composição e de interpretação, um tipo de rock alternativo que envolvesse três estilos musicais: Pop, Rock alternativo e música psicadélica.


Assim, como principal fonte de inspiração e motivação a elevação do espírito Humano e a salvação do planeta Terra, os PSI escolheram o RCA Club, em Lisboa, para apresentar ao vivo, no próximo dia 6 de abril, o álbum Undercover e celebrar os 50 anos de espetáculos de Manuel Cardoso

Manuel Cardoso, membro e fundador dos Tantra e produtor de Xutos e Pontapés, Street Kids, TNT e Adelaide Ferreira, a partir do álbum “Mistérios e Maravilhas”, do grupo dos anos 60 fundamental no surgimento do Rock em Portugal,passou a utilizar o alter-ego Frodo, tendo lançado a solo dois álbuns -“Noites de Lisboa” e “Zbaboo”, revela nota enviada às redações.

Refira-se que Manuel Cardoso, para além de produtor musical de vários grupos, como os PSI, foi também compositorde música de publicidade e filmes e tambémdiretor de estúdio, tendo editado recentemente o CD de Jazz “COOL”.

Dia 6 de abril será, sem dúvida, um dia especial, tanto para Manuel, como para os PSI. Pelas 21h30, o RCA Club vai contar com a apresentação ao vivo do novo álbum“Undercover” e vai receber, como convidados especiais, o grupo de rock progressivo “ARTNAT”, composto também por um membro dos Tantra, para além de Manuel Cardoso.

Um concerto a perder….

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s