boy

Preparando a passagem do grupo irlandês por terras lusas, a “Scratch Mag” vai elaborando paulatinamente alguns artigos sobre os percursos sonoros de Bono Vox e companhia. Ponto de partida : um best of de 1980/1990. Confere.


Por Irene Leite
@Scratch Magzine (2015)

Ao ouvir estes dois álbuns ficamos a conhecer um pouco o percurso dos U2 nos anos 80 e 90. Eram (e ainda são à sua maneira!) portentosos, de facto. Rebeldes, defensores de causas, idealistas . Perfeitos.
No primeiro disco deste pequeno convite à carreira dos irlandeses desfilam um conjunto de canções marcantes. Desde “Bad”, “Where the streets have no name” , “Pride (in the name of love)” entre tantas outras pérolas.

Os deliciosos B-Sides
Os B- sides também deveriam ser editados, a meu ver, com destaque. O estatuto de B side é redutor para tamanha qualidade.
Há um lado mistico nestas canções . Podemos comparar em certos momentos, aos The Mission UK. Pensem em temas como “Spanish Eyes” (um grito apaixonado), “Love comes tumbling” ou a fantástica cover a Patti Smith, “Dancing Barefoot” (também brilhantemente interepretada pelos The Mission).

Em suma, um registo delicioso que resume a fase missionária , se assim poderemos chamar, destes irlandeses.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s